Paraguay Purahei foi o trabalho inaugural do Purahei Trio.

 

Quando todos os integrantes ainda viviam em Buenos Aires, se juntaram para realizar o desenvolvimento de um projeto musical a partir de uma pesquisa realizada anteriormente por Romy Martinez sobre o cancioneiro paraguaio.

Partindo então das diversas influências de suas experiências musicais – jazz, música clássica, folclore, música brasileira -, mas com um embasamento a respeito dos gêneros e formas musicais muito sólidos, o trabalho criativo musical do trio resultou em

uma sonoridade contemporânea dos tradicionais temas da música paraguaia.

Os arranjos foram todos feitos por Agustín Roy e demonstram sua maturidade como arranjador e exímio pianista. Tanto ao trazer novas sonoridades a esta música tradicional, quanto pela propriedade com que toca ao piano os gêneros tradicionais,

trazendo suas sutilezas rítmicas e interpretativas. Romy Martínez, idealizadora do projeto, proficiente em espanhol, guarani e português, traduziu com precisão as letras em guarani para conduzir o ouvinte em direção ao amplo universo sonoro que

representa a esta terra.

O repertório do que veio a ser o primeiro CD do trio inclui músicas de importantes compositores paraguaios que na inspiração de suas canções descreveram seu país, suas lendas e realidades; buscaram cenas de infância e nostalgia; confortaram

tristezas e despertam genuínas alegrias.

Projeto Paraguay Purahei

Apresentando ritmos e gêneros que vão da polca à guarania, Paraguay Purahéi configura-se como um percurso musical que nos submerge na cultura paraguaia não somente a través da música, mas também na poesia de suas canções que nos falam da história do país e de seu povo. Nesse sentido, o uso da língua nativa guarani nos leva diretamente às raízes da cultura do Paraguai; ao mesmo tempo em que, a través da presença da herdada língua espanhola, apresenta-se a rica diversidade das tradições crioulas. Inclusive há temas onde aparece o "yopará" que, ao combinar ambos idiomas, mostra um encontro de duas potentes e ricas culturas que se fusionam numa identidade única: a identidade paraguaia.

Já neste primeiro momento do grupo, sentiu-se a necessidade de atravessar algumas fronteiras, algo natural dada a formação que conforma um argentino, uma paraguaia e uma brasileira. Por isso, além de polcas paraguaias e guarânias, o repertório

inclui "chamamês", gualambaos e canções, que se originaram na região da tríplice fronteira entre o Paraguai, Argentina e Brasil. Um encontro que nos aproxima à beleza

cultural e à arte que faz deste singular país parte de uma América Latina viva, rica, diversa e forte.

Apoio:

Assine a nossa newsletter para saber as novidades do Purahéi Trio!

© 2020. Purahéi Trio. Todos os direitos reservados.